Meu Perfil
BRASIL, Centro-Oeste, NUCLEO BANDEIRANTE, Homem, de 20 a 25 anos



Histórico
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Blog dos Mestres- Augustus, Solano e Meister
 Monergismo
 Blog do Daniel
 Igreja Presbiteriana da Alvorada
 Blog do André Diniz
 IvoneTirinhas
 Aprendiz de Escritora
 Blog da Raquel (irmã da Ivonete)
 Palavras...
 Limites e Possibilidades


Poesias e confissões de um nipo-reformado
 

Não se iluda, estou sempre atento
Às vezes pareço em outro mundo
Desatento, desligado, avoado
Mas não se engane com as aparências

Meus olhos são pequenos, mas estão abertos
Observando tuas mínimas reações
O que fazes e o que deixas de fazer
O que escolhes e no que pensas

Vivo fazendo meus cálculos
Analisando, criando hipóteses
Traçando cenários e estratégias
Para descobrir se chegarei lá

Não me tenha por maquiavélico
Mas não me tome por inocente
A vida não é feita de desconfianças
Mas ela é implacável com os ingênuos

Sei bem o que quero
Para onde me dirijo
Minhas armas e fraquezas
E os obstáculos do caminho

E você, que desejas?
Tuas ações logo mostrarão
O tesouro que persegues
E os valores que te guiam

Escrito por Helder Nozima às 01h35
[] [envie esta mensagem]



Como conhecer alguém

Como conhecer uma pessoa
Saber quem ela é ou o que pensa
Qual o seu caráter ou a sua índole
O que está por trás da máscara?

Não leve em consideração a aparência
Se engana quem atenta para o exterior
Uma bela embalagem disfarça a podridão
Um simples embrulho esconde tesouros

Tome cuidado com as palavras, não se fie nelas
Uma vez dominadas, são fáceis de manipular
São servas daqueles que sabem usá-las
Armas poderosas nos lábios de um lisonjeiro

Mas observe com cuidado as suas ações
Por que ela escolhe um caminho, e não outro
Qual o fruto de suas obras, o fim de seus labores
Para onde ela encaminha os seus passos

Está tudo lá: valores, motivos, desejos
É pelo fruto que se conhece a árvore
Mas, cuidado, não tire conclusões apressadas
Afinal, ler é mais do que juntar palavras

Observe, mas com atenção
Analise, mas com paciência
Frutos demoram a amadurecer
Nem sempre o fim se vê no início

Mas jamais ignore seus passos
Todo movimento tem um por quê
Em cada ato, há uma intenção
Que só os sábios saberão discernir

Escrito por Helder Nozima às 00h35
[] [envie esta mensagem]



Não importa o quão jovem você é
Qual a sua força ou inteligência
Pó é o que somos, nada mais
Nossa vida não é mais do que a névoa

É com facilidade que se derruba o homem
Uma gripe, uma crise, uma catástrofe
Somos frágeis como a porcelana
Vulneráveis em todos os pontos

Pequenos golpes abalam nossa mente
Minúsculos seres devastam o corpo
Sozinhos, não nos mantemos em pé
Somos levados pelas correntes da vida

Conhece a tua humanidade
Aceita a tua fragilidade
Entenda que não és mais do que pó
Que é carregado pelo vento da vida

Enxerga quem é maior do que você
Quem não sente a passagem dos anos
Nem sofre as nossas fraquezas
Mas permanece ao longo das eras

Escrito por Helder Nozima às 22h10
[] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]