Meu Perfil
BRASIL, Centro-Oeste, NUCLEO BANDEIRANTE, Homem, de 20 a 25 anos



Histórico
 23/04/2006 a 29/04/2006
 16/04/2006 a 22/04/2006
 02/04/2006 a 08/04/2006
 26/03/2006 a 01/04/2006
 19/03/2006 a 25/03/2006
 12/03/2006 a 18/03/2006
 05/03/2006 a 11/03/2006
 26/02/2006 a 04/03/2006
 19/02/2006 a 25/02/2006
 12/02/2006 a 18/02/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 22/01/2006 a 28/01/2006
 15/01/2006 a 21/01/2006
 01/01/2006 a 07/01/2006
 25/12/2005 a 31/12/2005
 11/12/2005 a 17/12/2005
 04/12/2005 a 10/12/2005
 27/11/2005 a 03/12/2005
 13/11/2005 a 19/11/2005
 06/11/2005 a 12/11/2005
 30/10/2005 a 05/11/2005
 23/10/2005 a 29/10/2005
 16/10/2005 a 22/10/2005
 09/10/2005 a 15/10/2005
 02/10/2005 a 08/10/2005
 25/09/2005 a 01/10/2005
 18/09/2005 a 24/09/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 04/09/2005 a 10/09/2005
 07/08/2005 a 13/08/2005
 31/07/2005 a 06/08/2005
 24/07/2005 a 30/07/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 19/06/2005 a 25/06/2005
 12/06/2005 a 18/06/2005
 05/06/2005 a 11/06/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Blog dos Mestres- Augustus, Solano e Meister
 Monergismo
 Blog do Daniel
 Igreja Presbiteriana da Alvorada
 Blog do André Diniz
 IvoneTirinhas
 Aprendiz de Escritora
 Blog da Raquel (irmã da Ivonete)
 Palavras...
 Limites e Possibilidades


Poesias e confissões de um nipo-reformado
 

Novo endereço a partir de 01 Junho

Olá, queridos leitores.

Como o Blogger oferece mais recursos, vou mudar o blog para lá. O novo endereço já existe: http://nozima.blogspot.com.
Infelizmente, não tenho como levar os comentários que foram feitos aqui para o novo endereço. Porém, como é muito demorado transferir os meus posts deste endereço para o novo, tem uma novidade que talvez compense o fato.
Quer conferir os meus posts antigos? Então, entre no nozima.blogspot.com e veja o que eu escrevi nos primórdios do helder.nozima.zip.net. Aos pouquinhos eu estou transferindo o conteúdo, então lá você pode conferir os meus velhos posts.
Não entendeu? Tá com dúvidas? Então mande um e-mail para mim no nozima@gmail.com que eu explico tudo direitinho.
Muito obrigado por me lerem. Acho que dos 800 acessos do blog, uns 300 foram meus, mas uns 500 são todinhos de vocês. O que quer dizer que, em média, pelo menos uma pessoa leu o meu blog por dia. E isso me deixa muito feliz!
Bom, não se esqueça...dia 01 de junho o blog faz 1 ano, e vai comemorar com novo endereço.

Meu muito obrigado a todos!

Escrito por Helder Nozima às 12h18
[] [envie esta mensagem]



Pedra preciosa

Você pode encontrá-las em qualquer lugar
Aqui e ali, as pedras estão em todo canto
Você pode até jogá-las no meio do lago
Ou, de maldade, mirá-las em um passarinho

Mas não se iluda, nem todas elas são comuns
Jóias raras é o que são, de valor inestimável
Pois reluzem quando tocadas pelo Sol
Explodem em mil cores e tonalidades

Felizes aqueles que as encontram
Pois juntos se alegram com sua luz
O seu brilho irradia felicidade
Transforma a luz num belo arco-íris

Pedra Preciosa, tão difícil de encontrar
Num acaso a encontrei, quase nela tropecei
Não vi o seu valor, por isso meu descuido
Mas logo vi seu brilho, e sua luz me alegrou

Como ela é? Ah, difícil descrever
Pois ainda está sendo lapidada
Ainda não se sabe como ficará

Meio selvagem, meio delicada
Forte, mas também frágil
Contudo, adorna o trono de um Rei

Suas cores são intensas
Vivas e vibrantes
Quando iluminada pela Luz
A reflete com grande beleza

Por isso, ela abençoa a muitos
Os quais, quando desanimados,
Cobram alento com o seu fulgor
Suave reflexo da Luz e de seu Rei

Escrito por Helder Nozima às 11h24
[] [envie esta mensagem]



Sonhos

Não quero sonhar, não quero me envolver
Porque sonhos são ilusões, devaneios
Meros planos que não se realizam
Ideais e utopias que nunca alcançaremos

Sonhar é se frustrar, se decepcionar
É perceber que nada é como queremos
Que nossos desejos são inatingíveis
E nossos anseios, infinitos

Sonhar é se descobrir sozinho,
Perceber que ninguém tem os seus sonhos
Que não há com quem dividi-los
Pois não há quem os entenda

Sonhar é dormir, desligar-se do mundo
Não se dar conta da realidade que nos cerca
E ignorar seus defeitos e problemas
Embriagados pelo sono e pela loucura

Escrito por Helder Nozima às 14h19
[] [envie esta mensagem]



Os dias passam, na mesma monotonia
Não mudam os problemas, nem as angústias
Apenas mudam os personagens
Presos na eterna repetição do tempo

De que adianta lutar, se somos prisioneiros
Se simplesmente balançamos na maré
Levados para onde não queremos ir
Vivendo aquilo que não escolhemos viver?

Não importa para onde fugimos
As histórias se repetem, os erros continuam
Nos ferimos de novo, no mesmo lugar
Em cicatrizes que não conseguem se curar

E assim vivemos, presos ao tempo
A este ciclo sem fim, que não cessa nunca
Sonhando com o dia glorioso
Em que seremos libertos deste inferno

Escrito por Helder Nozima às 23h43
[] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]